quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

Morrer Para si Mesmo



Como rainha, ela tinha poder, respeito, luxo... sua vida parecia um conto de fadas mas não era. 
Seu marido, que ela tanto amava, era flagrantemente infiel a ela. Além de seus próprios filhos, ele era pai de sete filhos ilegítimos com suas várias amantes. Então, ele as trouxe para dentro do palácio e insistiu com Isabel para criá-los. Era uma exigência ultrajante mas, por amor a seu amado e carinho por esses pobres crianças que eram inocentes nessa família abagunçada, ela deixou de lado seus próprios sentimentos e mostrou a si mesmo a ser uma esposa sofredora e uma madrasta amorosa. 
Este é um exemplo de morrer para si mesmo.
(Santa Isabel de Portugal)

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

Filhos do Sol



Agora, o sol está nascendo!
Existem filhos do sol, que esparramam alegria e vivacidade em todo lugar.
(Anselm Grün)
Customizado por Meri Pellens.