sábado, 16 de janeiro de 2016

Antes que Eles Cresçam



Antes que Eles Cresçam

Chega um período
Em que nós ficamos órfãos dos próprios filhos...
Crescem, ficam independentes de nós
Como árvores e nem pedem licença...
Crescem com uma estridência alegre
Ou com alardeada arrogância...
Um dia disse a meu pai algo
Ele me contestou que não podia responder
Diante de tal veracidade das minhas palavras...
Nunca me esqueço disso...
Adeus, gotinhas de leite materno na boquinha...
Pazinha de areia na praia... Festinhas de aniversário...
Amiguinhos, carrinhos e bonecas...
Apesar dos golpes dos ventos...
Das colheitas...
"Amestrados" saem os filhos...
Tempo do balé, inglês, judô, catequese e outros...
Deveríamos ter tido mais tempo
Para irmos à cama deles à noite...
Um dia disse à filha que,
Se soubesse que passava tão rápido,
Teria permitido tanta coisa que não autorizei...
Fui recebida com uma resposta inesperada:

MÃE, VOCÊ É A MELHOR MÃE DO MUNDO!

Cresceram sem que esgotássemos neles
Todo o nosso afeto...
Os netos são a hora do carinho ocioso e estocado...
Nós, avós, somos desmensurados e incontroláveis no afeto...
Parecemos que desejamos reeditá-lo...
Temos novamente que fazer algo a mais
Antes que eles cresçam...




2 comentários:

  1. Boa tarde Amiga,
    Que poema mais lindo!
    Nele reflecte muito do que também penso e sinto!
    Se voltasse atrás alteraria algumas coisas, mas não muitas!
    Com os netinhos posso imaginar. Há que fazer render o tempo antes que cresçam e voem também!
    Beijinhos fraternos.

    ResponderExcluir
  2. Não sinto falta de minha filha criança, prefiro agora, nossa amizade e ternura uma com a outra. Agora estou me preparando para receber os netos, que ainda não estão a caminho. Um dia os terei. Muita paz!

    ResponderExcluir

Ser Mãe é padecer no Paraíso... presente incomparável de Deus...

Customizado por Meri Pellens.