segunda-feira, 19 de agosto de 2013

Meu anjo bom


Não fui eu que ordenei a você? Seja forte e corajoso! Não se apavore nem desanime, pois o Senhor, o seu Deus, estará com você por onde você andar". 
(Josué 1,9)

Treze de Maio

Negra sombra de crepe, o mais triste e pesado,
Manchava o coração deste Brasil inteiro!
E contra aquela herança ignóbil do passado
Erguia-se, a clamar, o povo brasileiro!

Abaixo a escravidão! - Era o contínuo brado
De norte a sul vibrando, uníssono e altaneiro.
Oh! Como ser feliz um pouco que, humilhado,
Vê no solo comum o irmão qual um rafeiro?

Abaixo a escravidão! - foi vibrando, vibrando
De quebrada em quebrada, o estigma repudiando,
Até que a atra viu da atra sombra  o desmaio...

E, como após a noite, aziaga de procela,
Surge a manhã de sol, esplendorosa e bela,
-Assim foi que o Brasil sagrou 13 de Maio!
(Abílio Barreto)







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ser Mãe é padecer no Paraíso... presente incomparável de Deus...

Customizado por Meri Pellens.