quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Amigão





O meu Brasil

É o Brasil que através as solidões noturnas
Pelas frotas rasteja e se contorce e freme.
O Brasil violador das serras e das furnas,
Que acorda ao brado de Fernão Dias Pais Leme.

É o Brasil da Aventura! - Brasil bandeirante,
Rompendo os matagais e escalando as espaldas,
Para rolar, barranca abaixo, agonizante,
Em farrapos, com as mãos faiscando de esmeraldas.

É o Brasil que bebe na concha das mãos crispadas
A água  pura dos rios, se tem sede,
E dorme, sob a unção das noites estreladas,
Embriagando de luz, ao balanço da rede. 

É o Brasil de mãos calosas  que os campos  dilacera
E vê, passada a sarabanda dos temporais,
Num milagre divino, o hálito da Primavera
Desfraldar a bandeira verde dos canaviais.
(continua...)

(Olegário Mariano)



Um comentário:

Ser Mãe é padecer no Paraíso... presente incomparável de Deus...

Customizado por Meri Pellens.