segunda-feira, 15 de julho de 2013

Filha Escrivinhadora



Minha mãe
Minha mãe é morena, está a altura média, olhos castanhos, cabelos curtos, nem gorda nem magra e se chama Rosa.
Ela cuida da casa e faz todo o serviço.
Na parte da tarde, se dedica aos trabalhos da igreja e com  isto ela tem muitos trabalhos a realizar que continua até à noite, onde eu a acompanho quando não tenho ballet.
Minha mãe sabe de todos os meus segredos e, apesar das nossas brigas, nós nos amamos.
Polyanna
(Redação da escola)


Adora os bichanos...


O palhaço

Ontem, viu-se-lhe em casa esposa morta,
E a filhinha mais nova tão doente!...
Hoje o empresário vai bater-lhe à porta
Que a alteia o reclama impaciente.

Em breve ao palco surge, - Pouso importa
O seu pesar aquela estranha gente-
E ao som das ovações que os ares corta,
Trejeita e canta e ri nervosamente!

Aos aplausos da turba ele trabalha
Para esconder, no manto em que se embuça
A cruciante angústia que o  retalha;

No entanto, a dor cruel mais se lhe aguça;
E enquanto o lábio trêmulo gargalha,
Dentro do peito o cortação soluça!
(Pe. Antônio Tomaz)




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ser Mãe é padecer no Paraíso... presente incomparável de Deus...

Customizado por Meri Pellens.