terça-feira, 9 de julho de 2013

8 anos da filhota


Na escola...


Como gostava de tortuguitas...
O enterro da cigarra

As formigas levavam-na... Chovia...
Era o fim... Triste outono fumarento!
Perto, uma fonte, em suave movimento,
Cantigas de água trêmula carpia.

Quando  eu a conheci, ela trazia
Na voz um triste e doloroso acento.
Era a cigarra de maior talento,
Mais cantadeira desta freguesia.

Passa o cortejo entre árvores amigas...
Que tristeza nas folhas... Que tristeza!
Que alegria nos olhos das formigas!...

Pobre cigarra! Quando te levavam,
Enquanto te chorava a natureza,
Tuas irmãs e tua mãe cantavam...
(Olegário Mariano)







Um comentário:

Ser Mãe é padecer no Paraíso... presente incomparável de Deus...

Customizado por Meri Pellens.