quarta-feira, 19 de junho de 2013

Meu encanto- aniversário de 8 anos




Meu primeiro mestre

Era bem pobre a minha escola. Rude
E tosca era a mobília. A sala, escassa.
Mas naquela pobreza, quanta graça!
Naqueles corações, quanta virtude!

Com que emoção profunda eu bendizia
Daquela escola a doce paz campestre,
E, ouvindo a voz do primeiro mestre
Quantas coisas bonitas aprendia!

Ainda recordo, com ternura e enleio
A sua imagem carinhosa e mansa,
A sorrir de descanso e de recreio.

Era austero nas aulas, sem, contudo,
Deixar de ser bondoso e delicado;
E dos alunos todos estimado,
Infundia respeito e amor ao estudo.

Lembro... E meu pensametno comovido
Nesta  ideia risonha se consola:
-Os dias que vivi na tua escola,
Nunca os hei de esquecer, mestre querido!
(Correa Júnior)

Flores para você, filha!




Um comentário:

Ser Mãe é padecer no Paraíso... presente incomparável de Deus...

Customizado por Meri Pellens.