quinta-feira, 13 de junho de 2013

4 Aninhos da Filhota


Para a filha que gosta de gatinhos...




Poema das duas mãozinhas

E aquelas mãozinhas
Tão leves
Tão brancas,
Riscavam as paredes
Quebravam os bonecos,
Armavam castelos de areia na praia.

À boca da noite
O Cata piolhos
Rezava baixinho:
Pelo sinal
De santa cruz
Livrai-nos Deus
Nosso Senhor.

E aquelas mãozinhas 
Dormiam unidinhas
Qual João mais Maria.

Dedo mindinho,
Seu vizinho
O Pai de todos,
Seu fura bolos,
Cata piolhos,
Que dê o toicinho?
-O gato comeu.

Nas noites de lua
Cheinhas de estrelas
Seu fura bolos
Contava as estrelas
O pai de todos
Cuidava dos outros.
Nasciam verrugas
No cata piolhos.

E aquelas mãozinhas
Viviam sujinhas
Qual João mais Maria...

Um dia - que dia
Dedo mindinho
Feriu-se num espinho...

E à boca da noite
O cata piolhos deixou de rezar
E João mais Maria, juntinhos,
Ligados
Pararam em cruz
Cobertos de fitas
Que nem dois bonecos
Sem mola, quebrados...
(Jorge de Lima)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ser Mãe é padecer no Paraíso... presente incomparável de Deus...

Customizado por Meri Pellens.