sexta-feira, 3 de maio de 2013

Pássaro x ninho


Mãe:
Eu sou um pássaro sem ninho.
Filhos:
Eu sou o ninho do seu pássaro.

Sítio do caboclo

Pouco depois da aguarda,
No chapadão que além vira,
Uma casinha barreada,
De uma família caipira.

A cerca, de pau a pique,
Logo ao chegar se depara;
Dá ao quadro um quê de chique
Uma porteira de vara.

No oitão da casa um poleiro,
E um leitãozinho a fuçar...
E num canto do terreiro,
Uma pedra de afiar.

Do telhado sob as beiras,
O córrego de enxurradas,
Formado pelas goteiras,
No tempo das chuvaradas.

Num cocho perto da porta
Come milho um punga baio,
E um homem taquaras corta
Para fazer um balaio.

Um caboclinho indolente,
Que baixinho cantarola,
Recostado no batente,
Vai ponteando a viola.
(Cornélio Pires)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ser Mãe é padecer no Paraíso... presente incomparável de Deus...

Customizado por Meri Pellens.