domingo, 5 de maio de 2013

Águas profundas


Mãe:

Eu sou sem profundidade em minha vida.

Filhos:

Eu sou o seu avance para águas mais profundas.

Poema

Papagaio loiro do bico doirado
Vive empoleirado no poleiro de oiro.

Gata borralheira gosta de agasalho,
Dorme no borralho, dorme a vida inteira.

Papagaio come: papagaio é nobre...
Mas a gata é pobre, vai morrer de fome.

Papagaio fala: Bruxa! Feiticeira!
Gata Borralheira faz ronrom e cala.

Mas um dia,corre, vai nervosa a gata
Salta, estende a pata... Papagaio morre...

E, cinzenta e enorme, num colchão de penas
Verdes, hoje, apenas uma gata dorme..
(Guilherme de Almeida)



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ser Mãe é padecer no Paraíso... presente incomparável de Deus...

Customizado por Meri Pellens.