sábado, 13 de abril de 2013

Sangue x veia


Mãe:
Eu sou uma veia sem sangue.
Filhos:
Eu sou o sangue de sua veia.

Rosas

Segundo uma lenda antiga
Maria, com São José,
Fugindo à gente inimiga,
Transpôs caminhos a pé.

E à proporção que Maria
Deixava o rastro no chão,
Todo o caminho floria
De rosas em profusão.

Pelos trilhos e barrancos
Das esteadas, viu-se em breve
O estendal de rosas brancas
Tudo enfeitando de neve.

De um branco suave e doce
As rosas.Nenhuma havia
Pela terra, eu não fosse
Da cor dos pés de Maria.

Depois de tempos volvidos,
Ao peso de imensa Cruz, 
Pelos campos floridos
Um homem passa - Jesus!

E sobre o estendal das flores,
Do seu corpo o sangue vai
Caindo; e ele, entre mil dores
Não geme nem solta um ai.

Passou e pelas barrancas,
Sob as asas da s abelhas,
Dos tufos das rosas brancas
Brotaram rosas vermelhas.

Só duas cores havia
De rosas, que aqui registro:
A cor dos pés de Maria
E  acor das chagas de Cristo.
(Belmiro Braga)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ser Mãe é padecer no Paraíso... presente incomparável de Deus...

Customizado por Meri Pellens.