segunda-feira, 15 de abril de 2013

Azeitona x caroço



Mãe:
Eu sou o caroço da sua azeitona.
Filhos:
Eu sou a azeitona do seu caroço.

Lenda

Um dia o sol levantou-se aborrecido
E resolveu mudar de ares.
Descambou para as bandas
Do nordeste brasileiro
E foi parar numa terra hospitaleira,
Onde a desgraça pouca é bobagem
E os homens amarelos e magros
Dão surra em onça com o chapéu de couro.

A gente da terra
Despertou a atenção do sol,
Que começou a corricar pelas praias,
E pelos campos sem fim,
Bebendo os riachos todos.

Estorricando os caminhos,
Derramando ouro
Sobre as mais imensas,
Ceias de xexéus e periquitos.
E o astro vagabundo gostou tanto
Que nunca mais abandonou a terra.
(Edigar de Alencar)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ser Mãe é padecer no Paraíso... presente incomparável de Deus...

Customizado por Meri Pellens.