quarta-feira, 20 de março de 2013

Túmulo e Ressurreição


Mãe:
Eu sou o túmulo sem cadáver.
Filho:
Eu sou a ressurreição da sua vida.

Trem de ferro

Café com pão
Café com pão
Café com pão

Virgem Maria, que foi isso, maquinista?

Aí seu foguista
Bota fogo na fornalha
Que eu preciso

Muita força
Muita força
Muita força
Muita força

Agora sim
café com pão
Agora sim
Voa, fumaça
Corre, cerca 
Oo...
Foge, bicho
Foge, povo
Passa ponte
Passa poste
Passa boi
Passa boiada
Passa galho
De ingazeira
Debruçada
No riacho
Que vontade
De cantar!

Vou depressa
Vou correndo
Vou na toda
Que só levo
Pouca gente
Pouca gente
Pouca gente...
(Manuel Bandeira)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ser Mãe é padecer no Paraíso... presente incomparável de Deus...

Customizado por Meri Pellens.