sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Quadro x Moldura

Mãe:
Eu sou um quadro sem moldura.

Filha:
Eu sou a moldura do seu quadro.


O chapelinho vermelho

Chapelinho Vermelho vai contente.

A estrada,
Toda banhada de sol,
É uma fita doirada
Que se estende
Até a casa da vovó.

Chapelinho canta,
Chapelinho dança,
Chapelinho corre
Por entre as flores
Multicolores
Brancas,
Azuis,
Amarelas,
Vermelhas,
Como o seu chapéu vermelhinho
Que mais parece uma flor
Maior que todas as flores.

Chapelinho salta
E traz da mangueira mais alta
A doçura das mangas.
E prova o gosto bem doce
Do maduro vermelho das pitangas.
Chapelinho canta,
Chapelinho dança,
Chapelinho corre.

Já tem as mãos perfumadas
De todos os perfumes
Das flores variadas
Que colheu.

Chapelinho Vermelho vai contente.

E o lobo mau?

Morreu.
(Marieta Leite)





Um comentário:

  1. Que cena mais encantadora, que Deus os abençoe... Querida orvalho me emocionastes, com uma frase tão pequena e uma imagem singela que disse tudo. Foi tamanha a emoção que não consegui encontrar o mimo que dissestes que estava na Ilha aqui para mim, mas já recebi um grande presente. Beijos no coração.

    ResponderExcluir

Ser Mãe é padecer no Paraíso... presente incomparável de Deus...

Customizado por Meri Pellens.