domingo, 16 de dezembro de 2012

Mãe Má


Mãe Má e suas pérolas:


Eu os amei o suficiente para não ter ficado em silêncio e fazer com que vocês soubessem que aquele novo amigo não era boa companhia.



Eu os amei o suficiente para os deixar ver além do amor que eu sentia por vocês, o desapontamento e também as lágrimas nos meus olhos.


Mais do que tudo, eu os amei o suficiente para dizer-lhes não, quando eu sabia que vocês poderiam me odiar por isso (e em alguns momentos até odiaram).


Essas eram as mais difíceis batalhas de todas. Estou contente, venci .... Porque no final vocês venceram também!



E em qualquer dia, quando meus netos forem crescidos o suficiente para entender a lógica que motiva os pais e mães, quando eles lhes perguntarem se sua mãe era má, meus filhos vão lhes dizer:

“Sim, nossa mãe era má. Era a mãe mais má do mundo ...”.


Ela insistia sempre conosco para que lhe disséssemos sempre a verdade e apenas a verdade.

E quando éramos adolescentes, ela conseguia até ler os nossos pensamentos.
A nossa vida era mesmo chata. 




 Por causa de nossa mãe, nós perdemos imensas experiências na adolescência: nenhum de nós esteve envolvido com drogas, em roubo, em atos de vandalismo, em violação de propriedade, nem fomos presos por nenhum crime.

FOI TUDO POR CAUSA DELA!


Agora que já somos adultos, honestos e educados, estamos fazendo o nosso melhor para sermos PAIS MAUS, como foi nossa mãe.


EU ACHO QUE ESTE É UM DOS MALES DO MUNDO DE HOJE: Não há suficientes mães más.''

(Dr. Carlos Hecktheuer)


Cromos antigos

Alta noite, lua cheia,
O casarão dormita.
Mas nesta pobre casita,
Um peito de mãe anseia.

Da filhinha mal palpita
o pulso. O doutor receia...
Outra filha pequenita
Dorme perto a tudo alheia.

Mas, acorda de repente;
E, ao ver ali tanta gente
Junto ao bercinho da irmã,

Exclama a chorar, sentida:
-Por que não sou tão querida?
Como a irmãzinha, mamã?
(Abilio Barreto)

8 comentários:

  1. Eu tive uma mãe má...muito má.
    srsrs
    Que linda declaração de amor Rô
    Bjos

    Eba!!
    Fui a primeira a seguir e a primeira a comentar
    kkkk

    ResponderExcluir
  2. Amiga querida!!!
    Hoje em dia, muitas mães e pais se ausentam. Largam os filhos e não os orientam, nem educam. Muito triste!
    Parabéns por ter sido uma mãe consciente de seus deveres.
    Lindo seu novo blog.
    Aproveito para convidar você a divulgar seus blogs no meu agregador de links: é fácil, rápido e gratuito!
    O link é http://soniasilvino38.blogspot.com.br Confira, amiga!
    Beijocas, muitas!

    ResponderExcluir
  3. Querida!!!

    Mais uma 'pérola' para encantar esse recanto da blogosfera...
    Nossa, muito lindo!
    Espero sempre poder dar uma passadinha por aqui, para ler as pérolas dos seus filhos tão amados por você, ok?
    Beijo, e que Deus a ilumine mais e mais!!!!!!!!!!
    Graça Lacerda
    *Em tempo: Rô,vou enviar umas coisitas pra vc, via e-mail, qualquer hora destas, tá bem? aguarde!!! Espero que goste, e aproveite...rs

    ResponderExcluir
  4. Ah, o Dr. está certo...como eu gostaria que TODAS as mães do mundo fossem arrasadoramente MÁS!!!!
    Beijos, de novo!

    ResponderExcluir
  5. Parabéns pelo novo "filho". Lindo post e tomara mais más mães aparecessem... beijos,chica

    ResponderExcluir
  6. Rosélia, querida, seu post me emocionou muito. Sinto como vc, criei minha filha com muita dificuldade, pois me separei do pai dela muito cedo. Fui pai e mãe e assim com vc, privei-a de experiências q não a tornariam pessoa de bem. Hoje, ela já adulta, me enche de alegria e orgulho.
    Parabéns pelo novo blog. Muito sucesso! Muita paz!

    ResponderExcluir
  7. Roselia,que beleza de blog!Este texto é demais e nos ensina que temos que educar nossos filhos, colocar limites,com amor e sem medo!Bjs e boa semana!

    ResponderExcluir
  8. Grata pelo carinho de sempre, amo ver estas fotos, desejo a vc e toda sua família boa festas repleta de paz e harmonia.

    ResponderExcluir

Ser Mãe é padecer no Paraíso... presente incomparável de Deus...

Customizado por Meri Pellens.