terça-feira, 2 de outubro de 2012

Mamãe



Mamãe,

És para mim a personificação da mãe ternura.
Guardarei tua imagem sempre comigo, porque a ti, mãe, devo muito do que sou.
Parabéns e felicidades,
Mamãe!

Quem fez o poema foi Carlos Drumond de Andrade mas quem o copiou fui eu.
Do seu filho
Rafael
P.S. Desculpa por tudo e obrigado por tudo.


Eu preparo uma canção que faço acordar os homens e adormecer as crianças.

Eu preparo uma canção em que minha mãe se reconheça, todas as mães se reconheçam e que fala como dois olhos.

Caminho por uma rua que passa em muitos países.
Se me vêem, eu vejo e saúdo velhos amigos.

Eu distribuo um segredo, como quem ama ou sorri.
No jeito mais natural dois carinhos se procuram.

Minha vida, nossas vidas formam um só diamante.
Aprendi novas palavras e troquei outras mais belas.


Para o filho que gosta de flores...



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ser Mãe é padecer no Paraíso... presente incomparável de Deus...

Customizado por Meri Pellens.