domingo, 14 de outubro de 2012

Mãe


Mãe,

Palavra simples que gera a vida e alimenta o amor.

Polyanna


Essa filha adora gatinhos...

A filhinha

O bebê dorme sozinho
Na sua cama enfeitada.
Parece um macio ninho
De plumas, a almofada.

Mamãe deitou com jeitinho
A criança acalentada.
Depois, bem devagarinho,
Canta e olha-a enlevada.

Que será quando crescer?
Fará muita travessura?
Custará a obedecer?

Quem sabe? a boca murmura.
-Só Deus pode responder,
Pensa ela com ternura.
(Nelson Costa)







Um comentário:

Ser Mãe é padecer no Paraíso... presente incomparável de Deus...

Customizado por Meri Pellens.